Siga nosso Instagram Siga nossa fanpage Siga nosso Twitter Siga nosso Youtube

O estado do Rio em suas mãos 

Terça, 09 Abril 2019 11:41

Prefeitura está com 5 mil homens nas ruas para reduzir impactos do forte temporal no Rio de Janeiro

Coluna
Prefeitura está com 5 mil homens nas ruas para reduzir impactos do forte temporal no Rio de Janeiro Foto: Marcelo Piu/Prefeitura do Rio.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, informou na manhã desta terça-feira, dia 9/4, que a Prefeitura está com 5 mil homens nas ruas trabalhando para minimizar os impactos da forte chuva que castiga a cidade desde o início da noite de segunda-feira.


 Por Prefeitura do Rio de Janeiro

 O prefeito passou a madrugada no Centro de Operações Rio (COR), de onde coordenou as ações das equipes dos órgãos municipais.

- Foi uma chuva absolutamente anormal para essa época de outono. A Prefeitura está lutando muito, passamos a madrugada no COR, colocamos nossas equipes nas ruas em diversos pontos da cidade para melhorar o trânsito, limpar os bueiros e diminuir os alagamentos - disse o prefeito, que lamentou as três mortes ocorridas devido ao temporal.

Para se ter uma ideia do grande volume de água que atingiu a cidade, em uma hora choveu 88mm no Jardim Botânico, um dos bairros mais afetados pelo temporal. Nessa mesma região, na grande chuva de abril de 2010, o volume medido em uma hora foi de 49,4mm. Uma das propostas do prefeito é construir um grande reservatório (piscinão) dentro do terreno do Jockey Club para evitar enchentes no futuro. Crivella anunciou que pretende buscar recursos com o governo federal para esse projeto.

A cidade entrou em estágio de atenção às 18h35 desta segunda e, às 20h55, o protocolo mudou para estágio de crise. Nesta terça, para evitar grandes deslocamentos pela cidade, foi decretado feriado escolar na rede municipal de ensino. Até que a cidade volte à normalidade, a Prefeitura alerta para que, em caso de necessidade, a população utilize o transporte público para se deslocar. E que os moradores de comunidades onde as sirenes foram acionadas não voltem para casa agora.

- Ainda havia muito lixo nas calçadas, ontem, na hora da chuva, o que foi trágico porque entupiu os bueiros. Além disso, o temporal aconteceu na hora da volta dos trabalhadores para casa, quando as ruas estavam alagadas - lembrou Crivella.

35 sirenes tocaram em 20 comunidades

- FECHAMENTO POR PROTOCOLO:

NIEMEYER: queda de barreira, de árvore e de parte da ciclovia (Sem informação de vítimas até o momento)

ALTO DA BOA VISTA: queda de barreira e de árvore (Sem informação de vítimas até o momento)

ESTRADA GRAJAÚ-JACAREPAGUÁ : sem ocorrências, ficou fechada por 4 horas

- VÍTIMAS

Gávea: um homem por afogamento

Morro da Babilônia: duas mulheres (Defesa Civil e Corpo de Bombeiros atuam no local)

- QUEDAS DE BARREIRA

MORRO DA BABILÔNIA

AVENIDA CARLOS PEIXOTO (TÚNEL NOVO – RIO SUL) – Queda de barreira e de árvore

COMPARATIVO DAS ÚLTIMAS GRANDES CHUVAS

VOLUME EM 1 HORA DE CHUVA

5 e 6 de abril de 2010

8 de abril de 2019

Fevereiro de 2019

MADUREIRA 57,2mm

Barra/Barrinha 92,2mm

Barra/Barrinha 91,0mm

GRANDE MÉIER 52,2mm

Alto da Boa Vista 89,6mm

Vidigal 89,0mm

JARDIM BOTÂNICO 49,4mm

JARDIM BOTÂNICO 88,0mm

JARDIM BOTÂNICO 89,0mm

Rocinha 86,2mm

Rocinha 91,6mm

CHUVA EM 24 HORAS

Barra/Barrinha: 234,8mm

Jardim Botânico: 231,0mm

Copacabana: 228,2mm

Alto da Boa Vista: 223,4mm

Rocinha: 220,6mm



luciano aguiar de azevedo5

"Integrando os 92 municípios do estado"
         - Luciano Azevedo (fundador)

LEIA O EDITORIAL

Tweets de @destinosdorio

Amigos da Destinos do Rio

Conheça as prefeituras, projetos, empresas, instituições, agências e assessorias da rede de colaboração de conteúdo.