Siga nosso Instagram Siga nossa fanpage Siga nosso Twitter Siga nosso Youtube

O estado do Rio em suas mãos 

Quarta, 06 Março 2019 13:23

Prefeitura do Rio de Janeiro recolhe quase 300 toneladas de lixo após desfiles no sambódromo

Coluna
Atuação da Comlurb no Sambódromo durante a noite de segunda-feira e madrugada desta terça-feira Atuação da Comlurb no Sambódromo durante a noite de segunda-feira e madrugada desta terça-feira Fotos: Prefeitura do Rio de Janeiro

Os quatro dias de desfile no Sambódromo geraram 293,3 toneladas de lixo.


 

Por Prefeitura do Rio de Janeiro

Deste montante, 76,7 toneladas foram recolhidas apenas entre a noite de segunda-feira e a tarde desta terça, após o encerramento do Grupo Especial. A coleta foi feita tanto na pista quanto nas áreas interna e externa da Passarela do Samba.

A quantidade de resíduos potencialmente recicláveis somou 1,7 tonelada durante os desfiles da noite de segunda, no Sambódromo, totalizando 6,2 toneladas desde sábado. O total será encaminhado para as cooperativas de catadores credenciadas junto à Comlurb.

Foto 01

Nos blocos que desfilaram na segunda-feira, por toda a cidade, a Comlurb recolheu 51,6 toneladas de resíduos. Desde o dia 16/2 foram retiradas 593,9 toneladas de resíduos dos blocos. Entre os 68 programados para esta terça, existe a estimativa de geração de 43 toneladas de resíduos. Já o desfile do Grupo C, na Intendente Magalhães, na segunda-feira, somou 6,9 toneladas de resíduos, totalizando 15,5 toneladas em três dias.

Foto 02

As equipes do Lixo Zero aplicaram, nesta terça-feira, 109 multas por urinar em vias públicas, no valor, cada uma, de R$ 563,30. Houve outras 13 multas por descarte irregular de pequenos resíduos, no valor de R$ 205,60. Desde o início da Operação Carnaval, no dia 16/2, já foram registradas 963 infrações pelas equipes do Lixo Zero nos blocos.

Veja o balanço dos demais órgãos municipais que atuam na Operação Carnaval:

SEOP

Nesta terça, foram removidos 72 veículos por estacionamento irregular, das 7h às 17h, em áreas demarcadas pela CET-Rio para a passagem de blocos, entre eles: Fervo da Lud (41), Banda de Ipanema (10), Vagalume O Verde (4) e Carmelitas (3).

O objetivo da Operação Carnaval é melhorar o trânsito de pedestres e veículos, reduzindo transtornos para foliões e cidadãos em geral. O planejamento permite agilizar o atendimento aos pedidos de fiscalização de estacionamento irregular registrados pelos cidadãos na Central 1746, uma das principais demandas recebidas pelo canal.

Os veículos apreendidos são encaminhados para um dos dois depósitos municipais - na Avenida Pedro II, 67, São Cristóvão e Rua Omar Bandeira Ramidan Sobrinho, 1, no Recreio dos Bandeirantes -, que funcionam diariamente, das 8h às 17h. Para mais informações, consulte: http://www.rio.rj.gov.br/web/seop/exibeconteudo?id=6840042.

Central 1746 - A Cfer destaca a importância da população no registro de denúncias pelo canal 1746, serviço 24 horas da Prefeitura, que auxilia no direcionamento e planejamento das ações.

CONTROLE URBANO

Até a tarde desta terça, foram apreendidos mais de 6.900 itens irregulares no entorno do Sambódromo, em blocos de carnaval por toda a cidade e em ações de ordenamento ligadas aos festejos. Mais de 1.300 ambulantes passaram por fiscalização. Os produtos recolhidos são lacrados pela Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) da Secretaria Municipal de Fazenda e encaminhados para o depósito da Prefeitura, onde podem ser recuperados mediante apresentação de nota fiscal.

Na Quarta de Cinzas, os agentes de controle urbano e os fiscais de atividade econômica da Coordenação de Licenciamento de Fiscalização (CLF) seguirão com suas atividades pela cidade.

Nesta terça, a Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano realiza operação de ordenamento em diversos blocos de carnaval. Os agentes de controle urbano fiscalizaram a Orquestra Voadora, Banda de Ipanema, Giro do Arar, Banda Largo da Segunda-Feira, Carmelitas e Vagalume Verde. A CLF atua nestes e em outros 10 blocos: Cardosão de Laranjeiras, É Tudo ou Nada, Empurra que Pega, Sobrinhos do Tio Bio, Bloco das Cachaças, Banda das Quengas, Largo do Machado Mas Não Largo do Copo, Clube do Samba, Último Gole e Bicho Solto pra Beber.

As operações da CCU têm foco em desocupação do espaço público por ambulantes irregulares e combate à comercialização de materiais de vidro. No combate à publicidade não autorizada, a CLF atua na identificação de irregularidades cometidas por empresas, que serão multadas.

SAÚDE

Nos quatro dias de folia na Marquês de Sapucaí, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 1.396 atendimentos médicos nos sete postos montados pela Prefeitura do Rio na Passarela do Samba. O total de transferências dos quatro dias foi de 51. O número é 23% menor que o total de atendimentos registrados em 2018, quando 1.817 pessoas buscaram assistência e 68 foram transferidas para hospitais da SMS. A redução se deve à temperatura mais amena, com menos gente passando mal.

A maioria dos atendimentos foi por mal estar devido ao calor ou à ingestão de bebidas alcóolicas ou outras drogas, sinais de desidratação, picos de hipertensão, torções e pequenos traumas. Os postos médicos da Prefeitura também funcionam nesta terça-feira, durante os desfiles das escolas mirins; na quarta-feira, durante a apuração das notas; e no próximo sábado, para o Desfile das Campeãs.

Nos quatro postos do circuito dos blocos, profissionais da Secretaria Municipal de Saúde atenderam, 645 pessoas nos postos médicos montados para dar assistência aos foliões no Centro, Ipanema e Copacabana desde sexta-feira. Desses, 73 foram transferidos para hospitais da rede.

Além dos atendimentos nos 11 postos pré-hospitalares da Prefeitura no Sambódromo e nos circuitos de blocos de rua, hospitais e unidades de pronto atendimento da rede municipal também receberam foliões, seja por demanda espontânea ou transferidos. Desde a abertura oficial do carnaval, na sexta-feira, foram 131 no Hospital Souza Aguiar, 81 no Miguel Couto, 21 no Pedro II, nove no Albert Schweitzer, 16 na CER Centro, cinco na CER Leblon, três na CER Ilha, dois na CER Barra, um na UPA Paciência e três no Hospital Maternidade Maria Amélia Buarque de Hollanda.

GUARDA MUNICIPAL

A Guarda Municipal atua nesta terça-feira, dia 5, em diversos blocos de carnaval que desfilam na cidade, como o Giro do Arar e Fervo da Lud, no Centro; Carmelitas, em Santa Teresa; A Rocha, na Gávea; Meu Bem, Volto Já, no Leme; Banda de Ipanema; Vagalume Verde, no Jardim Botânico; Orquestra Voadora, no Aterro do Flamengo, entre outros. Até o momento, foram registradas 16 ocorrências de roubo, furto, ameaça, dano, desobediência e tráfico de drogas, entre a sexta-feira, dia 1º, até a tarde desta terça, durante as ações de patrulhamento em blocos de carnaval e no entorno do Sambódromo.

Nesta terça-feira, dia 5, guardas municipais que atuavam no patrulhamento da Banda de Ipanema prenderam seis pessoas – uma mulher e cinco homens – com drogas, celulares e dinheiro na altura da Rua Farme de Amoedo. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), que funciona hoje como central de flagrantes na Zona Sul. No Centro, um guarda municipal ficou ferido durante ação da Polícia Militar para conter o tumulto que aconteceu no bloco Fervo da Lud. Ele foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, onde foi atendido, medicado e liberado.

Ainda no Centro, o motorista de um caminhão furou o bloqueio de trânsito na Avenida Beira Mar colocando em risco os foliões. Ele estava sem carteira de habilitação e foi conduzido para a 9ª DP (Catete). O caminhão foi removido para o depósito da prefeitura. Nesta madrugada, um homem de 37 anos foi detido por guardas após depredar um ônibus da linha 384 da viação Internorte Pavunense na Rua Gotemburgo, em São Cristóvão. Ele exigia que o motorista saísse do trajeto e o deixasse na Central do Brasil e quebrou a janela do veículo utilizando uma barra de ferro. Ele foi conduzido pelos guardas para a 17ª DP (São Cristóvão).

Ação especial - O Grupamento de Ronda Escolar e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente realizam nesta terça-feira, dia 5, ação especial no entorno do Sambódromo, onde acontecem os desfiles das escolas de samba mirins, para conscientizar e prevenir violações de direitos e crimes, como a exploração sexual infantil e o tráfico de pessoas, além do consumo de bebidas alcoólicas e drogas. As ações serão realizadas até o próximo sábado, dia 9, com a distribuição de pulseiras de identificação e folhetos com dicas de segurança, além da presença dos mascotes Linda e Justo.

TRÂNSITO

Com planejamento integrado ao da CET-Rio, a Subdiretoria Técnica de Trânsito da GM-Rio registrou 2.744 multas em toda a cidade entre a sexta-feira, dia 1, e a segunda-feira, dia 4. Os agentes dos Grupamentos Especiais de Trânsito (GET) atuam na fluidez do trânsito e no controle e no monitoramento dos bloqueios e interdições viárias, para garantir a segurança dos foliões e ainda orientam motoristas e pedestres que buscam chegar aos pontos de folia. Os agentes prestam ainda apoio às escolas de samba, fazendo a escolta dos carros alegóricos em operação contínua feita por motociclistas durante todos os dias de desfiles no Sambódromo.

Videopatrulhamento - Durante os desfiles de blocos na Avenida Atlântica, em Copacabana, e na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, as equipes fizeram flagrantes de furto e acompanham, desde sexta-feira, dia 1º até a madrugada desta terça-feira, dia 4, 128 suspeitos pelas câmeras. As imagens com rosto e detalhes dos suspeitos são ampliadas e enviadas imediatamente, via Whatsapp, para equipes da Polícia Militar e da Guarda Municipal que estão nas ruas. De posse das imagens, policiais e guardas buscam identificar, abordar e prender os suspeitos.

Ao todo, 5.493 guardas municipais estão sendo empregados em blocos de carnaval do Rio. Outros 3.480 guardas atuam nos seis dias de desfile na Marquês de Sapucaí.



luciano aguiar de azevedo5

"Integrando os 92 municípios do estado"
         - Luciano Azevedo (fundador)

LEIA O EDITORIAL

Tweets de @destinosdorio

Amigos da Destinos do Rio

Conheça as prefeituras, projetos, empresas, instituições, agências e assessorias da rede de colaboração de conteúdo.