Siga nosso Instagram Siga nossa fanpage Siga nosso Twitter Siga nosso Youtube

O estado do Rio em suas mãos 

Sexta, 18 Outubro 2019 15:41

Praia, asfalto e favela: artistas cariocas formam rede com criações coletivas e exposição aberta ao público

Coluna
Praia, asfalto e favela: artistas cariocas formam rede com criações coletivas e exposição aberta ao público Fotos: Divulgação

Arte, cultura, colaboração e impacto social.


Por Ismael Inoch

Artistas independentes da cena carioca se reúnem em projeto de incubação para a formação de uma nova rede com profissionais do Rio de Janeiro. As oficinas de audiovisual e artes mistas começam neste sábado (19), na Redley Ipanema, e terminam no fim deste mês com exposição aberta ao público no Galpão Ladeira das Artes, em Cosme Velho.

Os encontros serão conduzidos por profissionais já conhecidos por desenvolverem trabalhos em grafitti, cinema, fotografia, obras multitécnicas, criatividade, televisão, moda, publicidade e música. As turmas são formadas por artistas selecionados após período de inscrição.

“No atual cenário social, apoiar a arte é oxigenar a juventude. Nosso propósito é juntar os cariocas de todos os cantos e dar espaço para novas criações. Isso é só o começo. Depois que essa rede estiver formada, os participantes também terão a oportunidade de levar iniciativas como essa para frente e continuar compartilhando ideias e projetos”, defende o coordenador de branding da Redley (organização), Bernardo Cabral.

O time de mentores convidados do projeto Redley Garagem é formado pelo grafiteiro e fundador do Meeting of Favela (MOF), Kajaman, junto com o fotógrafo Fernando Schlaepfer da I Hate Flash (fotografia), ao lado do artista misto Nicolas Martins e do artista audiovisual Ronaldo Land (TV, cinema, fotografia e publicidade). As aulas também vão abordar técnicas em fashionfilm, roteiro, arte urbana e instalação.

“Sou grafiteiro há 20 anos e de um tempo onde tudo era compartilhado. Toda ideia era absorvida e reaplicada por centenas de artistas. As ruas eram nossos ateliês e as cidades nossas galerias. Vivemos em um país desigual e muitos acabam desistindo. A persistência é a maior aliada. Compartilhar parte dessa experiência favorece quem pensa em seguir adiante. O Rio está muito pulsante, mas sem o devido lugar de destaque. Acredito que durante o Redley Garagem, novos olhares surjam e vamos extrapolar os limites da criatividade”, convida o grafiteiro Kajaman.

Esta é a terceira edição do projeto Redley Garagem que dá espaço para a divulgação e formação de novos talentos artísticos com desenvolvimento de trabalho em diferentes meios de expressão. Além da exibição de todas as produções das oficinas, a exposição final reúne centenas de artistas, estudantes e demais profissionais durante evento com programação musical no próximo dia 9 de novembro.

Mais informações

Oficinas nos dias 19, 20, 26 e 27 - na Redley Ipanema (com selecionados).
Exposição gratuita e evento: 9/11 - no Galpão Ladeira das Artes.

Time de mentores

Kajaman

André, conhecido como kajaman, faz grafitti há 15 anos e, apesar de ser reconhecido pela sua linguagem e estética, começou “por acidente”, quando finalmente teve coragem de levar isso para sua vida. “É isso que eu quero para mim, e eu nunca vou parar”, completa. Sua influência no grafite veio através do skate e ele sempre foi apaixonado por desenhar -http://www.instagram.com/kajaman .

Nicolas Martins

Obras multitecnicas produzidas em parceria com artistas das mais diversas áreas criativas, como @bozobacamarte, @ruxellmusic, @heavybaile, @vincerosenblatt, @relambe, @lebassis, @daprafazer, @agytoe, @peresrio, @legaragegram e @obviousagency - http://www.instagram.com/nicolasmartins .

Ronaldo Land

Começou filmando skate nas ruas do rio de janeiro em 2002, e com o tempo sentiu a necessidade de aperfeiçoar os conhecimentos técnicos e foi estudar cinema na universidade federal fluminense. Antes mesmo de se formar já estava no mercado trabalhando com publicidade, cinema e tv atuando como editor, diretor de fotografia e colorista.

Em outubro 2014 fez sua primeira curadoria e exposição “contrastes urbanos” no evento Arte Core que aconteceu no MAM RJ, ainda em outubro de 2014 foi convidado para palestrar sobre técnicas fotográficas para o Mimpi Film Festival. Em 2015 retornou ao Mimpi só que dessa vez fazendo parte do juri. Ainda em 2015 fez sua primeira exposição individual “as cores do rio” na galeria Homegrown. Em 2019, lançou seu primeiro documentário pelo canal Off, finalista do New York Festival - http://www.instagram.com/ronaldo_land .

Fernando Schlaepfer

Schlaepfer começou a atuar profissionalmente na fotografia registrando skate – teve sua primeira foto publicada aos 15 anos de idade e “descobriu” que as imagens que fazia por diversão com os amigos poderiam se tornar algo a mais quando começou a ser chamado por algumas empresas para trabalhos profissionais. Além de fotógrafo, Fernando simultaneamente produz e toca como DJ em diversas festas e festivais. É fotógrafo de moda, música e comportamento. Inventou o tal do I Hate Flash e viaja bastante - http://www.instagram.com/anendfor .



O Rio de Janeiro em suas mãos pela Destinos do Rio

Curta nossa página no Facebook.

Fechar

luciano aguiar de azevedo5
"Integrando os 92 municípios do estado"
(Luciano Azevedo/CEO fundador)
LEIA O EDITORIAL

Amigos da Destinos do Rio

Conheça as prefeituras, projetos, empresas, instituições, agências e assessorias da rede de colaboração de conteúdo.