Siga nosso Instagram Siga nossa fanpage Siga nosso Twitter Siga nosso Youtube

O estado do Rio em suas mãos 

Sexta, 02 Julho 2021 14:56

Niterói ganha Área de Proteção ao Ciclista de Competição no túnel Charitas-Cafubá

Coluna
Niterói ganha Área de Proteção ao Ciclista de Competição no túnel Charitas-Cafubá Fotos: Douglas Macedo

Faixas exclusivas funcionam diariamente, no período das 4h às 6h.


Por Prefeitura de Niterói

Uma Área de Proteção ao Ciclista de Competição (APCC), que se dará através de adaptação da operação de trânsito nas faixas exclusivas de ônibus do sistema BHLS da Transoceânica, começou a funcionar na quinta-feira (1). No período de 4h às 6 horas, diariamente, o corredor de ônibus ao longo do túnel Charitas-Cafubá, em suas duas galerias, será direcionado ao treino de ciclistas de alta performance, com operação de trânsito para bloquear a entrada de automóveis neste trecho e garantir as condições de segurança viária necessárias para a prática do esporte.

A medida tem como objetivo dar mais segurança aos niteroienses em seus treinamentos de ciclismo de estrada. O município contava com uma infraestrutura dedicada a esta prática do ciclismo: a ciclofaixa temporária em São Francisco, ao longo da Avenida Quintino Bocaiúva, implantada com o intuito de ser uma faixa exclusiva para o uso da bicicleta, sem necessidade de operação de trânsito. E que fora do seu horário regulamentado, das 4h às 6h, podia ser usada como faixa de rolamento ou estacionamento.

O empresário e ex-triatleta olímpico, Armando Barcellos, pedalou na abertura da nova APCC no primeiro dia de operação

Esse é um grande passo que Niterói deu para democratizar o acesso de espaços públicos a atletas de alta performance, entendendo que na alta performance estão todos que visam o treinamento para melhorar no esporte, e não apenas para lazer. É uma iniciativa importante em direção a mais segurança, eficiência e tranquilidade para os ciclistas de competição”, afirmou.

Responsável pela Coordenadoria Niterói de Bicicleta, Filipe Simões destacou que a ideia com a criação da APCC foi oferecer um local de treino com condições mais adequadas de segurança viária que atraia os grupos consolidados da cidade e potenciais novos ciclistas. Ele explicou que esta era uma reivindicação dos ciclistas de competição da cidade.

Filipe Simões lembrou que com as alterações da intensidade do tráfego viário nos bairros de São Francisco e Charitas, após a inauguração do túnel Charitas-Cafubá, a ciclofaixa temporária de treino teve uma perda considerável nas condições de segurança, uma vez que as avenidas Quintino Bocaiúva e Sílvio Picanço tornaram-se um dos principais eixos de conexão entre a Região Oceânica e os bairros centrais da cidade, também para a mobilidade por bicicleta.

Considerando essa mudança significativa no contexto da infraestrutura viária destes bairros, tornou-se necessário alterar o local de treino dos ciclistas de competição. Assim, foi elencada a via segregada do túnel Charitas-Cafubá como uma melhor opção para atender as condições de segurança para o ciclista de competição", enfatizou Filipe Simões.

O presidente da NitTrans, Gilson Souza, ressaltou que a ação faz parte de uma série de ajustes viários promovidos, iniciados em maio, ao longo dos trajetos por onde passam os ônibus que operam as linhas do BHLS.

"Estamos implantando novas medidas para ampliar ainda mais a mobilidade, e a liberação da orla de São Francisco é uma delas. Com a mudança da APCC para o túnel, os ciclistas terão mais segurança viária, já que contarão com o apoio dos operadores de trânsito e com a base operacional da NitTrans no Cafubá. Desta forma, a Avenida Quintino Bocaiuva terá ampliação das faixas de trânsito, favorecendo o transporte público. O ajuste vem ao encontro das melhorias na infraestrutura viária da cidade, em especial nos trajetos entre as orlas da baía e oceânica", pontuou Gilson Souza.

A funcionária pública, Paula Monteiro, de 44 anos, também pedalou na nova Área de Proteção e aprovou a iniciativa.

“Niterói realmente precisava desse espaço para maior segurança de quem usa a bicicleta e também dos motoristas que estão trafegando na via. A cidade está de parabéns pela iniciativa, que só tem a acrescentar”, disse.



Luciano Aguiar de Azevedo
"Integrando os 92 municípios do estado"
Luciano Azevedo (Fundador e mantenedor)
LEIA O EDITORIAL

Amigos da Destinos do Rio

Conheça as prefeituras, projetos, empresas, instituições, agências e assessorias da rede de colaboração de conteúdo.